Envolvimento comunitário

July 5, 2017

Brazil Placeholder
Brazil

Envolvimento comunitário

Sobre esta organização: 

Nome: Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá

País: Brazil

Ano de fundação: 1999

Tipo de organização:  Organização Social

Descrição breve

A criação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá mudou os paradigmas de conservação no Brasil. Foi a primeira a aliar o conhecimento tradicional à conservação ambiental. O turismo de base comunitária promovido pela Pousada Uacari segue os princípios da sustentabilidade, desde a sua concepção estrutural até a participação dos moradores locais. Entende-se que o envolvimento das comunidades é o ponto fundamental para a conservação da área. As comunidades, além de receber benefícios econômicos diretos, também são capacitadas e empoderadas para as tomadas de decisão acerca dos assuntos da região. Os moradores não são meros agentes passivos, recebedores dos elementos externos, mas são atores que influenciam e decidem sobre o seu lugar de vida. O turismo promovido pela Pousada Uacari é gerenciado por moradores de 10 comunidades rurais, que recebem benefícios diretos através da prestação de serviços, venda de produtos e divisão de benefícios coletivos comunitários. Enquanto a maior parte dos empreendimentos de turismo no Brasil, e no mundo, são privados e visam o lucro, a Pousada Uacari promove a melhoria da qualidade de vida dos moradores, o empoderamento das comunidades, maior acesso à renda e contribui com a conservação da área. Até 2022 a Pousada Uacari será 100% comunitária, após a transferência de gestão.

Elemento ambiental

Florestas / Zonas húmidas

 Tipo de ação

Proteção / Uso sustentável / Consciencialização e educação

Elemento de desenvolvimento sustentável

Emprego e subsistência

Objetivo(s) de Desarrollo Sostenible Relacionado(s)

  

Impactos ambientais

As atividades de turismo de base comunitária da Pousada Uacari sempre colaborou com as atividades de vigilância e a conservação da área. Além dos benefícios econômicos repartidos com os agentes ambientais que fazem a proteção da região, garantindo a perenidade dos recursos (especialmente madeireiro, pesqueiro e a fauna), desde a criação da Pousada Uacari, houve um aumento da população de jacarés, pirarucus e outras espécies, fruto, também, das ações promovidas pelo ecoturismo, como a vigilância, educação ambiental e uma alternativa econômica sustentável. A estrutura da pousada foi construída pensada na minimização dos impactos ambientais. Possui matriz energética solar e sistema de tratamento dos efluentes. As próprias atividades turísticas respeitam normas de mínimo impacto: existe número máximo de pessoas para andar ao mesmo tempo nas trilhas, há um rodízio de trilhas para não sobrecarregar nenhuma delas, os motores utilizados para os passeios são de baixa potência, dentre outras.

Impactos de desenvolvimento sustentável

Ao todo 10 comunidades recebem benefícios diretos da Pousada Uacari. A maior parte provém da prestação de serviços. Uma pequena parcela é com a venda de produtos e outra parte é através da divisão de benefícios coletivos. Desde 1998 foram gerados cerca de R$ 3 milhões para as comunidades, a maior parte como prestação de serviços. Em média 60 famílias se beneficiam a cada ano. Somente em 2016, mais de R$ 300.000,00 foram gerados, beneficiando, diretamente, mais de 100 famílias. Em 19 anos de atividade, a Pousada Uacari gerou R$ 2.444,00 de renda média por família participante (a maior renda média foi em 2004 – R$ 5.425,87 e a menor em 1998 – R$ 98,39), mais do que o dobro da renda média nacional em 2014. Nos três primeiros anos (ainda com uma infraestrutura básica) a Pousada Uacari gerava uma renda menor do que a média nacional (excetuando-se 1998, os outros dois anos foram acima da renda média da região norte). A partir de 2001, sempre esteve acima da média nacional.

Redimensionabilidade

A Pousada Uacari se tornou um exemplo de iniciativa de turismo de base comunitária no Brasil. A disseminação da experiência da pousada se dá em diversas instâncias, desde palestras e cursos em congressos e outros eventos, como também no “curso de multiplicadores”, um momento de troca de experiências e aprendizado, em que técnicos e comunitários de outras regiões do Brasil (e até de outros países) durante cinco dias participam de atividades, palestras e visita in loco à Pousada Uacari com o intuito de replicar essa experiência em seus locais de origem. Regularmente são recebidas propostas de estudantes de graduação e pós-graduação que desejam utilizar a Pousada Uacari como estudo de caso sobre turismo sustentável.
Regionalmente, uma pousada comunitária foi criada espelhando-se nos moldes da Pousada Uacari e iniciativas de unidades de conservação vizinhas buscam expandir o turismo em parceria com a Pousada.

Reprodutibilidade

O turismo de base comunitária ainda é um nicho do turismo pouco explorado. A maioria dos empreendimentos é privada e, muitas vezes, negligenciam as comunidades do entorno. Em um empreendimento que visa o lucro, poucos se beneficiam de uma grande fatia e muitos trabalham ganhando pouco. A proposta da Pousada Uacari, inovadora em sua essência, visa distribuir os benefícios para uma grande quantidade de pessoas e não tornar o turismo a sua única fonte de renda. Desse modo, as habilidades para se trabalhar com o turismo agregam-se àquelas em que já estão tradicionalmente acostumadas. Aí está a chave da questão para a replicabilidade: a comunidade precisa trabalhar junto, para minimizar conflitos, e os benefícios devem atingir o maior número de pessoas possível.

Compartilhe esta solução:

 


 

Equator Blog

About Equator Initiative 

Contact Us

Follow Us: