Interação sustentável do homem com a floresta

July 5, 2017

Brazil Placeholder
Brazil

Interação sustentável do homem com a floresta

Sobre esta organização: 

Nome: Programa Arboretum

País: Brazil

Ano de fundação: 2013

Tipo de organização:  Associações ou organizações de base comunitária / Estatuto sem fins lucrativos legalmente reconhecido / Empresa ou negócio comunitário / Grupo ou associação indígena / Grupo ou associação de minorias étnicas / Other

Descrição breve

A inserção da floresta no cotidiano das comunidades rurais por meio do trabalho de pesquisa e produção, relacionado à sementes e mudas florestais.

Elemento ambiental

Florestas

 Tipo de ação

Proteção / Recuperação / Uso sustentável / Troca de benefícios / Consciencialização e educação

Elemento de desenvolvimento sustentável

Emprego e subsistência / Ação climática

Objetivo(s) de Desarrollo Sostenible Relacionado(s)

        

Impactos ambientais

Os trabalhos de coleta de sementes, produção de mudas e plantios atuam também na vertente da conservação de espécies raras, endêmicas e ameaçadas. Uma das estratégias do Programa neste sentido é o Projeto PROCURA-SE que teve bons resultados de acesso à matrizes e produção de mudas, com a Cupã, Pouteria butyrocarpa, espécie criticamente ameaçada de extinção.
Já foram cadastradas pelo Programa também mais de 700 matrizes, muitas delas de espécies ameaçadas. As mudas de espécies ameaçadas são destinadas à restauração, à conservação e acompanhamento no arboreto da Base e em arboretos públicos e privados no Território.
Para a restauração florestal o Programa apresenta uma metodologia diferenciada, sem a utilização de herbicidas ou agrotóxicos, que considera ainda a interação fauna-flora.
Para a gestão sustentável dos recursos florestais o programa contribui por meio da produção de sementes e mudas florestais e no desenvolvimento de produtos florestais não madeireiros, em geral.

Impactos de desenvolvimento sustentável

Emprego e subsistência

O programa confere uma renda agregada à 53 famílias em 5 comunidades, por meio das atividades de coleta de sementes e produção de mudas que geraram o equivalente em 2016 a R$ 330.000,00, ou o equivalente à aproximadamente 350 salários mínimos no Brasil.
Além da agregação financeira o Programa apoia as comunidades na implantação de áreas agroflorestais para subsistência.

 

Mudança climática

As mudas produzidas pelo Programa, já apoiaram a restauração de uma área de 330 hectares, em 2015 e 2016, e está vinculada, por meio de uma ação do Ministério Público do Estado da Bahia, à adequação ambiental de aproximadamente 400.000 hectares, no território do extremo sul da Bahia.
A metodologia para produção de mudas e plantios do programa atende aos preceitos da agroecologia e da produção orgânica, contribuindo assim com a sustentabilidade em toda a cadeia.

Redimensionabilidade

O conceito aplicado do Programa Arboretum, partiu de uma experiência local do Projeto Jacarandá da Bahia, executado no âmbito do Ministério do Meio Ambiente, que vinculou por meio de Termo de Parceria, a adequação do passivo de duas empresas locais ao desenvolvimento das atividades de coleta de sementes e de produção de mudas em uma comunidade próxima.
Assim o Programa Arboretum, também por outro instrumento, foi viabilizado por uma vinculação de passivo ambiental ao desenvolvimento em comunidades rurais, numa escala regional, atuando em dois estados brasileiros, no Território da Hileia Baiana (norte do Espírito Santo e extremo sul da Bahia).
Bases florestais centrais de apoio técnico e logístico ao desenvolvimento florestal sustentável em Núcleos comunitários, podem e devem ser replicadas em outros territórios, na medida em que fortalecem a identidade florestal e permitem o aporte e a difusão de conhecimento e os insumos para sua aplicação.

Reprodutibilidade

No Programa Arboretum a adequação e a indenização de um grande passivo ambiental relacionado à grandes empresas de celulose foi vinculado, por um Termo de Ajustamento de Conduta, firmado com o Ministério Público do Estado da Bahia, para a viabilização do Programa.

A replicabilidade deve considerar a estrutura física e conceitual, contudo deve considerar ainda a estratégia cíclica e sistêmica que atua em toda a cadeia da recomposição florestal e que envolve atores diversos.

Os instrumentos legais de vinculação de passivos ambientais à projetos estruturantes, podem ser diversos, contudo é necessário esforço de articulação, que exige tempo e persistência.

O Programa Arboretum foi reconhecido pelo Estado da Bahia como Centro de Referência em Restauração Florestal, e é estudado como exemplo para replicabilidade em centros de silvicultura a serem implantados na Amazônia.

Compartilhe esta solução:

 


 

Equator Blog

About Equator Initiative 

Contact Us

Follow Us: