Exposição – Mostra de produtos da agrobiodiversidade da agricultura tradicional e Tecnologias Indígenas

July 6, 2017

Brazil Placeholder
Brazil

Exposição - Mostra de produtos da agrobiodiversidade da agricultura tradicional e Tecnologias Indígenas

Sobre esta organização: 

Nome: Movimento Água Terra e Floresta

País: Brazil

Ano de fundação: 2013

Tipo de organização:  Grupo ou associação indígena

Descrição breve

As ações são organizadas a partir dos contextos locais, sítios e comunidades dentro das Terras Indígenas Médio Rio Negro e Balaio e nos entornos urbanos de Santa Isabel do Rio Negro, e São Gabriel da Cachoeira. As ações partem das demandas e propostas dos atores sociais, as abordagens são realizadas de modo que não interfira nas atividades cotidianas. Os horários são de comum acordo com lideranças locais e os participantes. A preparação das Exposições ocorrem em dia e horários diferenciados, por exemplo: nas primeiras horas da manhã entre 5h ás 6h e no inicio da noite entre as 18h e 19h. As abordagens são em menor tempo possível para não atrapalhar as atividades familiares. São estimulados o uso de espaços comunitários e ornamentados com recursos naturais tronco de ambaúba, folha de samambaia etc. Os expositores e suas famílias são responsáveis pela coleta e ornamentação do local;os produtos agrícolas mostrado e comercializado são em utensílios domésticos tais como paneiro, cestos, urutus, balaio.

Elemento ambiental

Florestas

 Tipo de ação

Uso sustentável

Elemento de desenvolvimento sustentável

Segurança alimentar

Objetivo(s) de Desarrollo Sostenible Relacionado(s)

      

Impactos ambientais

O cultivo das roças é feito de modo tradicional, sem causar desequilíbrio ao meio ambiente. São manejadas de acordo com os ensinamentos de nossos antepassados. As técnicas indígenas de derrubada, queima e plantio respeitam a diversidade da floresta. As áreas utilizadas são deixadas em pousio gerando capoeiras, nas quais as plantas frutíferas e árvores nativas regeneram o solo, mantendo assim o solo sempre coberto. Na retirada do arumã (Ischnosiphon ssp.)por exemplo, a técnica da colheita é manuseada com terçado ( facão) de forma a evitar danos aos brotos e talos jovens, prática que garante o manejo do arumã para novas colheitas.

Impactos de desenvolvimento sustentável

Na adubação das roças diversificadas são utilizadas restos de matéria orgânica como casca de mandioca, galhos, folhas, cinza e plantas especiais do conhecimento indígena para controle de pragas.

Redimensionabilidade

A participação dos agricultores indígenas na II Feira Nacional da Agricultura Tradicional Indígena ocorreu em decorrência do Movimento Água, Terra e Floresta auxiliar os agricultores a se organizarem e concorrerem a um edital público para expor e comercializar a produção em escala nacional. O evento nacional foi uma articulação política do líder indígena Marcos Terena junto aos Ministro do Desenvolvimento Agrário Sr. Patrus Ananias ( governo anterior ), que numa rede conjunta por meio da Coordenação Geral de Políticas para Povos e comunidades Tradicionais CGPCT/MDA ( atualmente extinta pelo atual governo) em parceria com a Fundação Nacional do Índio _ FUNAI e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária _Embrapa, promoveu comercialização, troca e exposição de produtos , intercâmbio de sementes tradicionais entre as etnias participantes , bem como compartilhamento de conhecimentos entre indígenas e o público em geral.
Obs: A feira ocorreu em paralelo aos Jogos Mundiais Indígenas.

Reprodutibilidade

A ação pode ser replicada apoiando os agricultores indígenas a levar seus empreendimentos paralelamente aos Jogos Mundias Indígenas. Visibilizando e estimulando uso de alimento saudável provenientes da agroflorestal, um sistema que respeita o ambiente e são atividades socialmente sustentáveis, valorizando o conhecimento tradicional e agregando valor à diversidade da produção dos povos nativos.

Compartilhe esta solução:

 


 

Equator Blog

About Equator Initiative 

Contact Us

Follow Us: